20 de dezembro de 2012

Então é isso...

Eu prometi que iria falar com alguém ou escrever todos os dias como uma forma de tentar aliviar um pouco a coisas...

Portanto to aqui...

Sem nem noção de como fazer isso, mas eu vou tentar...

A questão é que eu sinto a falta dele muito mais do que eu achava que fosse possivel. Eu passei todo o meu dia tentando entender e aceitar o que realmente aconteceu, mas eu o via em todos os lugares, todas as coisas. É praticamente impossível fazer com que toda a dor suma. Fazer com que todas as memórias parem de aparecer, fazer parar de machucar...

O choro parece não ser suficiente, os gritos, ou qualquer outra forma de tentar Fazer isso passar. Simplesmente não faz sentido. Não funciona.

É doloroso cada segundo que o relógio marca e eu percebo que não o tenho comigo. Que eu perdi. Que eu não consegui cumprir minha promessa...

Vc pode achar que é só um drama de quem terminou um namoro, que isso daqui uns dias ou meses irá passar. Mas não é isso... Eu não vivi um simples namoro, eu realmente vivi uma história d amor. E não daqueles amores qe vc encontra por ai tão fácil. Não. Eu vivi história d um amor de verdade. Um amor correspondido, um amor único que eu tenho certeza que não vou encontrar mais.

Por isso dói. Por isso é difícil deixar ir...

Eu estou evitando a minha cama há 2hs, Pq eu sei que quando eu deitar, não vou ter ele..

Não vou ter aquele meu apoio de fim de dia que eu sempre podia contar. Não vou ter meu namorado pra me mimar e encher de carinho como sempre fazia...

Não vou ter a minha válvula de escape, meu melhor amigo o meu melhor amor.

Como lidar com isso? Pq ninguém nunca iventou uma fórmula, ou alguma coisas qualquer para ajudar a aliviar tudo isso? Toda essa dor que pressiona e que sufoca? Toda essa saudade e essa vontade louca de ligar pra ele e tentar fazer tudo diferente?

Eu não vou fazer isso.. .

Eu não aguento a idéia de que isso o faria sofrer mais...

Eu queria poder pensar só em mim hoje, mas eu não consigo. Todos os meus pensamentos foram pra ele. Desde as coisas mais simples. Todo o meu dia foi voltado pra ele. E isso dói como eu não vou saber descrever...

O que me resta fazer é deitar, abraçar a Leelan, deixar as lembranças me invadiram até me levarem pra um lugar em que ele ainda me pertença, que ainda somos felizes...